Cinemateca Pernambucana comemora sucesso em seu primeiro mês de funcionamento

07 de Maio de 2018

Destinada à coleta, catalogação, preservação, formação, pesquisa e difusão das produções audiovisuais do cinema feito no estado, a Cinemateca Pernambucana já recebeu mais de 500 visitantes desde a sua inauguração em 25 de março. Em parceria com a coordenação do Cinema da UFPE, está localizada no espaço acima do Cinema da Fundação/Museu, em Casa Forte, e conta com um acervo de 400 títulos (entre curtas, médias e longas-metragens), além de doações de roteiros, películas, câmeras cinematográficas, adereços, figurinos de vários artistas e objetos de cena.

O realizador Geneton Moraes Neto, um dos principais diretores ligados ao movimento do super-8 do Recife, ganhou uma homenagem na Cinemateca. Além de ter uma sala com seu nome para exibições e cursos, toda a obra na bitola super-8 de Geneton foi digitalizada em 4K.

A Cinemateca se constitui, ainda, como um centro avançado de estudos e pesquisas na área do cinema em Pernambuco, contribuindo para a formação de estudantes e professores. Em parceria com a TV Escola, será garantida a difusão em canal aberto de parte do acervo, e para atrair pesquisadores, o local também dispõe de livros sobre cinema, design, história, moda e outros campos do conhecimento, com acesso à Internet e outras facilidades.

“Nós estamos super felizes com a receptividade que a Cinemateca Pernambucana vem recebendo do público e dos realizadores neste seu primeiro mês de funcionamento. Recebemos mais de 500 visitantes, entre turmas de estudantes com aulas in loco de cursos da UFPE, Unicap e FBV, além de grupos com visitas agendadas”, afirma a coordenadora do Cinema da Fundação, Ana Farache. As salas do Derby e do Museu atuam como aliados para facilitar o acesso do material do acervo para o grande público.

Outra novidade é a Sessão Cinemateca, que promoveu sessões debates em torno da cinematografia pernambucana, exibindo os super-8 de Geneton Moraes Neto e o clássico de Alberto Cavalcanti, O Canto do Mar. Além disso, foi realizado o primeiro curso sobre a importância do cinema independente em Super-8 de Pernambuco nos anos 1970, com o professor da Universidade de São Paulo (USP), Rubens Machado Junior.

Quer fazer uma visita? A equipe de monitores está capacitada para receber e guiar grupos de até quinze pessoas. O agendamento pode ser feito através do e-mail cinematecapernambucana@gmail.com. Além do acesso presencial e por meio da TV Escola, o público conta com acervo digital disponível no site www.cinematecapernambucana.com.br

A Cinemateca funciona de terça a sexta, das 9h às 16h, e aos sábados das 14h às 18h.

Cinemateca Pernambucana comemora sucesso em seu primeiro mês de funcionamento