A sessão Lição de Cinema exibe, uma vez por mês, um filme que é apresentado e debatido por professores e especialistas das mais diversas áreas do conhecimento que dialogam com a arte cinematográfica. A sessão foi criada visando reunir estudantes, professores e cinéfilos para pensar, dialogar e refletir sobre produções cinematográficas no melhor ambiente do mundo para isso: a sala de cinema. Destinada a todas as instituições de ensino, realizadores e público interessado, a sessão é gratuita para estudantes e professores.


SESSÕES REALIZADAS EM 2017

27/10 | NA PRAIA À NOITE SOZINHA (Coreia do Sul, 2017)
Ficção. De Hong Sang-soo. Com Kim Min-Hee, Young-hwa Seo, Jung Jae-young. Após ter seu segredo revelado para todos, Younghee decide abandonar sua vida de fama e dar uma pausa na carreira de atriz. Ao retornar à Coreia, ela reencontra velhos amigos e passa a refletir sobre seus sentimentos. O longa já garantiu o prêmio de Melhor Atriz (Kim Min-Hee), no Festival de Berlim 2017.
Palestrante: Camilo Soares, fotógrafo, cineasta e professor de Cinema da UFPE, é doutor e mestre em Cinema e Audiovisual pela Universidade de Paris I (Panthéon-Sorbonne). Formado em Jornalismo pela UFPE, tem especialização em fotografia para o audiovisual, na Escola Superior de Realização Audiovisual, em Paris.

15/09 | COMO NOSSOS PAIS (Brasil, 2017)
Ficção. De Laís Bodanzky. Com Maria Ribeiro, Clarisse Abujamra, Paulo Vilhena. Rosa é uma mulher que tenta ser perfeita. Quanto mais busca acertar, mais é pressionada a ser engajada, moderna e onipresente, sem falhas nem vontades próprias. Dirigido por Laís Bodanzky, Como Nossos Pais estreou na mostra Panorama do 67ª Festival de Berlim e ganhou seis Kikitos no Festival de Gramado 2017, incluindo o de Melhor Filme.
102 min | 14 anos | Imovision
Palestrante: Maria do Carmo Nino é artista plástica e professora da Universidade Federal de Pernambuco. Graduada em Arquitetura pela UFPE e doutora em Artes pela Universidade de Paris I (Panthéon-Sorbonne), tem experiência na área de Artes, com ênfase em cinema, arte contemporânea, fotografia, história da arte, crítica de arte e literatura.

18/08 | AFTERIMAGE (Polônia, 2016)
Ficção. De Andrzej Wajda. Com Boguslaw Linda, Bronislawa Zamachowska, Zofia Wichlacz. Ganhador do Oscar por seus 50 anos de cinema (2000) e da Palma de Ouro no Festival de Cannes (O Homem de Ferro, 1981), Wajda construiu sua carreira cinematográfica engajada na política polonesa. Afterimage, seu último longa, é uma cinebiografia do pai do Construtivismo Polonês, Wladyslaw Strzeminski. Renomado professor, Strzeminski vê seu legado ser apagado da memória da sociedade, enquanto tenta cuidar do relacionamento conturbado com sua filha.
98 min | 12 anos | Imovision
Palestrante: Leonardo Castro Gomes é professor e Coordenador dos cursos de Comunicação Social do Centro Universitário dos Guararapes (UnFG). Mestre em Comunicação pela UFPE e Especialista em Criação de Imagem e Som, é doutorando do Programa de Pós-Graduação em Comunicação (UFPE) onde pesquisa sobre processos de criação no audiovisual.

02/06 | FATIMA (França, 2017)
Ficção. De Philippe Faucon. Com Soria Zeroual, Zita Hanrot, Kenza Noah Aïche. Fatima cria sozinha as duas filhas: Souad, de 15 anos, adolescente rebelde; e Nesrine, de 18 anos, começando os estudos de medicina. Ela não fala bem francês, o que frustra sua comunicação com as filhas, mas ainda assim ambas são a razão para que ela siga em frente. Convalescendo de uma queda, escreve em árabe tudo o que nunca conseguiu dizer às filhas em francês.
79 min | 10 anos | Imovision
Palestrante: Catarina Andrade é Doutora em Comunicação com ênfase em Cinema (UFPE), e volta-se para temas como subalternidade, cinema francês contemporâneo, cinema intercultural, cinema novo, cinema da retomada, imagens periféricas, memória e representação. Atualmente, ensina na Faculdade dos Guararapes (cursos de Comunicação e Arquitetura) e na Unicap (especialização em As Narrativas Contemporâneas da Fotografia e do Audiovisual), e dirige as atividades do Atelier de Cinema da Aliança Francesa do Recife.

05/05 | GRITOS E SUSSURROS (Suécia, 1972)
Ficção. De Ingmar Bergman. Com Ingrid Thulin, Liv Ullmann, Harriet Andersson. Em uma casa no campo uma mulher está bastante enferma e recebe cuidados de suas duas irmãs e de uma empregada da família, que precocemente perdeu sua filha e por isso extravaza seu amor de mãe dando o maior carinho possível para aquela moça tão debilitada. Dentro deste contexto lembranças, frustrações e imaginações em um misto de amor e ódio surgem no interior de cada pessoa.  
90 min | 16 anos | DCP
Palestrante: Rodrigo Carreiro é professor do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e do Bacharelado em Cinema e Audiovisual da Universidade Federal de Pernambuco, onde cursou Mestrado e Doutorado em Comunicação (Cinema). É Bacharel em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco. Foi membro do Conselho da Sociedade Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual (SOCINE) entre 2011 e 2015. Atua principalmente nas áreas de teoria e história do cinema, com ênfase em análise fílmica, sound design e gêneros fílmicos, especialmente horror. É autor do livro "Era uma vez no spaghetti western: o estilo de Sergio Leone" (Editora Estronho, 2014).