O Cineclube da Fundação é um projeto do Cinema da Fundação destinado a oferecer um novo espaço para circulação de filmes e contribuir para a formação do público. O especial tem frequência mensal e acontece nos sábados, na Sala João Cardoso Ayres. O espaço está localizado no campus Ulysses Pernambucano da Fundaj, na rua Henrique Dias, 609, Derby, no mesmo andar do Cinema da Fundação.

Sem pagar ingresso, o espectador tem acesso a projeção digital de alta definição numa tela de 4,50 x 2,80 metros (208 polegadas) exibindo títulos clássicos e filmes inéditos.

Sessão do mês

DERBY - SÁB (15/06) 14h30 | 16h30

Trópico Fantasma

(Bélgica, 2019) 

Ficção. De Bas Devos. Com Saadia Bentaïeb,Laurent Kumba, Jovial Mbenga.

Após um longo dia de trabalho, Khadija adormece no último trem do metrô. Quando acorda no final da linha, ela não tem escolha a não ser voltar para casa a pé à noite.

85 min | Digital

Eu Não Quero Dormir Sozinho

(Malásia, China, Taiwan, 2006) 

Ficção. De Tsai Ming-liang. Com Kang-sheng Lee, Shiang-chyi Chen, Norman Atun.

Hsiao-Kang, um sem-abrigo chinês, é salvo e acolhido por Rawang, um trabalhador indiano, que cuida dele e o deixa dormir a seu lado num velho colchão encontrado na rua. Quando está praticamente recuperado, Hsiao conhece Chyi, uma empregada de mesa que arde de desejo por ele. Enquanto uma pesada neblina se aproxima, homens e mulheres e o velho colchão vagam à noite.

115 min | Digital

 

 

SESSÕES REALIZADAS EM 2024

18/05 | Les Dous Rouge (França, 2014)
Ficção. De Antoine Barraud. Com Bertrand Bonello, Jeanne Balibar, Géraldine Pailhas.
Um cineasta famoso trabalha em seu próximo filme, que terá como foco a monstruosidade. Ele está obcecado pela ideia de encontrar uma pintura que seja central no filme e que cristalize todo o poder e beleza dos monstros.
127 min | Digital

16/04 | A Hora dos Fornos
Direção: Fernando E. Solanas e Santiago Alvarez. Maria de la Paz, Fernando E. Solanas, Edgardo Suarez (Longa, documentário, 4h15, 1968)
Sinopse: Espécie de filme-manifesto do chamado “Terceiro Cinema”, que transforma objetivos de ativismo revolucionário e anti-imperialista em linguagem cinematográfica, abordando de modo claro e preciso as crises políticas, econômicas e sociais da América Latina, em particular da Argentina.

09/03 | O Faraó, o Selvagem e a Princesa (Le Pharaon, le Sauvage et le Princess)
Direção: Michel Ocelot. Longa, animação, 2022. Duração: 1h23min
Sinopse: 3 contos, 3 épocas, 3 universos: uma epopeia do antigo Egito, uma lenda medieval de Auvergne, uma fantasia do século XVIII com trajes otomanos e palácios turcos, para ser transportado por sonhos contrastantes, repletos de deuses magníficos, tiranos revoltantes, justiceiros encantadores, amantes astutos, príncipes e princesas seguindo suas próprias vontades - em uma explosão de cores.

Especial Justine Triet
Menino Mau, Menina Má (Vilaine Fille, Mauvaise Garçon)
Direção: Justine Triet. Curta, ficção, 2012. Duração: 30min
Sinopse: Uma noite eletrizante de um jovem pintor sem dinheiro e uma atriz maluca. Incapazes de ficar sozinhos, Laetitia e Thomas atravessam cada situação entre o drama e a leveza, até que um evento violento marca o seu encontro com uma estranha cumplicidade.

A Batalha de Solférino (La Bataille de Solférino)
Direção: Justine Triet. Longa, ficção, 2012. Duração: 1h33min
Sinopse: Em 6 de maio de 2012, o dia do segundo turno das eleições presidenciais francesas, a jornalista Laetitia está saindo de casa atrasada para sua missão na cobertura dos eventos na Rua de Solférino, sede do Partido Socialista, quando Vincent, seu ex-marido, aparece um dia atrasado para visitar suas duas filhas

10/03 | Merlusse
Direção: Marcel Pagnol. Longa, ficção, 1935. Duração: 1h12min
Sinopse: Conto de Natal. Um professor com o rosto deformado (aprendemos no final que é um ferimento de guerra) é, sem querer, o terror das crianças da escola. Eles pregam peças nele. Na véspera das férias de Natal, todos os professores vão embora para suas famílias, apenas Merlusse e as crianças sem família permanecem no internato, horrorizados com a ideia de passar as férias com o monstro. Porém, ele tira de suas economias para dar-lhes secretamente alguns pequenos presentes e as crianças percebem que ele é um homem de bom coração e em troca lhe dão presentes de insignificante valor material, certamente, mas que são todos prova de amizade.

Jules e Jim: Uma Mulher para Dois (Jules et Jim)
Direção: François Truffaut. Longa, ficção, 1961. Duração: 1h45min
Sinopse: Paris, 1912. Jules, alemão, e Jim, francês, são artistas e amigos. Os dois estão apaixonados por Catherine, mas finalmente é Jules quem se casa com ela. A guerra separa o trio. Eles se reencontram em 1918. Catherine não ama mais Jules e se apaixona por Jim.

16/03 | Abel Gance e seu Napoleão (Abel Gance e son Napoleon)
Direção: Nelly Kaplan. Média, documentário, 59min, 1984. Sinopse: Com a ajuda de documentos raros e inéditos, Nelly Kaplan, que foi a jovem assistente de Abel Gance, revisita a carreira do cineasta nos anos 20.
Sinopse: O filme aborda especialmente a obra-prima monumental do cinema mudo que foi o "Napoleão" filmado em 1927, restaurado para a sua apresentação no início dos anos 80.

Animação Francesa - Este Outro Cinema (L'Animation française, cet autre cinema)
Direção: Mickaël Royer.. Média, documentário, 1h.
Sinopse: Em meio século a animação francesa chegou à terceira posição mundial, atrás dos EUA e do Japão. Inventores originais de uma técnica que se industrializou do outro lado do Atlântico, os artistas e técnicos franceses souberam se destacar só com a força da sua perseverança e sua criatividade. Resistente ao gigante americano, combinando as evoluções tecnológicas e convencendo os poderes públicos a apoiá-la, a animação francesa encarna o sucesso de um modelo cultural fundado na diversidade. « L'Animation Française, cet autre cinéma » vai retraçar a odisseia dos homens e mulheres desse cinema desconhecido.

As Bicicletas de Belleville (Les Tripletts de Belleville)
Direção: Sylvain Chomet. Ficção, animação, 1h20min, 2003
Sinopse: A história de Champion, menino triste e solitário, adotado por sua avó, Madame Souza. Percebendo sua paixão pelo ciclismo, ela faz seu neto seguir um treinamento intenso. Os anos passam. Champion se tornou um ás da pequena rainha, a tal ponto que se vê contratado corredor na Tour de France. Porém, durante a disputa, Champion é sequestrado por dois homens misteriosos de preto. Sua avó e seu cachorro Bruno partem então em sua busca. A busca deles os conduz do outro lado do Oceano, até uma megalópole chamada Belleville. Lá, eles encontram as Triplettes de Belleville, estrelas excêntricas do music-hall dos anos 30 que decidem cuidar da Madame Souza e de Bruno.

17/03 | Gostos e Cores (Les Gôuts et les Coleurs)
Direção: Michel Leclerc Com: Félix Moati, Rebecca Marder, Judith Chemla, Philippe Rebbot. Longa, ficção, 1h50, 2022
Sinopse: Márcia, uma jovem cantora apaixonada, está gravando um álbum com sua ídola Daredjane, uma icônica estrela do rock dos anos 1970, que desaparece subitamente. Para lançar seu álbum, ela precisa convencer Anthony, o detentor dos direitos de Daredjane e vendedor em um mercado de uma pequena cidade, que nunca apreciou sua parente distante e, ainda menos, sua música. Entre o bom e o mau gosto, o popular e o sofisticado, a sinceridade e a mentira, seus dois mundos colidem. A menos que o amor intervenha, é claro...

Annie Ira (Annie Cólere)
Direção: Blandine Lenoir. Com: Laure Calamy, Zita Hanrot, India Hair. Longa, ficção, 2021. Duração: 1h59
Sinopse: Janeiro de 1974. Por ter engravidado acidentalmente, Annie, operária e mãe de dois filhos, encontra o Movimento para a Libertação do Aborto e Contracepção (MLAC), que realiza abortos ilegais aos olhos de todos. A luta de Annie a levará a encontrar companheiros de jornada ou opositores...

23/03 | O País dos Surdos (Le Pays des Sourdes)
Direção: Nicolas Philibert. Com: Jean-Claude Poulain, Babette Deboissy, Odile Ghermani, Denis Azra. Longa, documentário, 1991. Duração: 1h39min
Sinopse: Como é o mundo para esses milhões de pessoas que, desde o nascimento, vivem em silêncio? Com Jean-Claude, Claire, Florent, Abou, Marie-Hélène e alguns outros, Nicolas Philibert nos faz descobrir esse país distante, regido por sistemas de comunicação específicos, onde o olhar e o toque têm tanta importância.

Nocturama
Direção: Bertrand Bonello. Com: Finnegan Oldfield, Vincent Rottiers, Manal Issa, Hamza Meziani. Longa, ficção, 2016. Duração: 2h10min
Sinopse: Paris, uma manhã. Vários jovens de diferentes origens. Cada um por si, eles começam um balé estranho no labirinto do metrô e nas ruas da capital. Eles parecem seguir um plano. Seus movimentos são precisos, quase perigosos. Eles se encontram todos ao mesmo tempo em uma loja de departamento, na hora de fechar. Então a noite

24/03 | Cléo das 5 às 7 (Cléo de 5 à 7)
Direção: Agnès Varda. Com: Corinne Marchand, Michel Legrand, Antoine Bourseillier. Longa, ficção, 1962. Duração: 1h30min
Sinopse: Cléo, linda e cantora, aguarda os resultados de um exame médico. Da superstição ao medo, da rua de Rivoli ao Café de Dôme, da vaidade à angústia, da casa dela ao Parque Montsouris, Cléo vive 90 minutos diferentes. Seu amante, um músico, uma amiga e um soldado abrem seus olhos para o mundo. " Cléo de 5 à 7" é um dos filmes emblemáticos da Nouvelle Vague.

Sobre L´Adamant (Sur l´Adamant)
Longa, documentário, 2022. Duração: 1h49min
Sinopse: O Adamant é um Centro de Dia único em seu tipo: é um edifício flutuante. Construído sobre o rio Sena, no coração de Paris, ele acolhe adultos com transtornos psíquicos, oferecendo-lhes um ambiente de cuidado que os estrutura no tempo e no espaço, ajudando-os a se reconectar com o mundo e a recuperar um pouco de impulso. A equipe que o administra é daquelas que tentam resistir tanto quanto podem ao declínio e à desumanização da psiquiatria. Este filme nos convida a embarcar a bordo para conhecer os pacientes e os profissionais de saúde que inventam seu cotidiano dia após dia. Urso de Ouro no Festival de Berlim 2022.

30/03 | Os Confins do Mundo (Les Confins du Monde)
Direção: Guillaume Nicloux. Com: Gaspard Ulliel, Lang Khê Tran, Gérard Depardieu. Longa, ficção, 1h43, 2018
Sinopse: Indochina, 1945. Robert Tassen, um jovem soldado francês, é o único sobrevivente de um massacre em que seu irmão morreu diante de seus olhos. Cego por vingança, Robert embarca em uma busca solitária e secreta dos assassinos. Mas seu encontro com Mayi, um jovem local, vai perturbar suas crenças.

Eu Quero Falar Sobre Duras (Vous ne désirez que moi)
Direção: Claire Simon. Com: Emmanuelle Devos, Swann Arlaud, Christophe Paou. Longa, ficção, 2021. Duração: 1h35
Sinopse: Em outubro de 1982, Yann Andrea solicitou a Michèle Manceaux que o entrevistasse. Ele é companheiro de Marguerite Duras há dois anos, com uma diferença de idade de 38 anos entre eles, e Michèle, jornalista e escritora, é cúmplice e vizinha de Marguerite. Eles se encontram no primeiro andar da casa de Neauphle, e a primeira frase de Yann é "eu gostaria de falar sobre Duras".

31/03 | Zazie no Metrô (Zazie dans le Métro)
Direção: Louis Malle. Com: Philippe Noiret, Catherine Demongeot, Jacques Dufilho. Longa, ficção, 1960. Duração: 1h29min
Sinopse: A pequena Zazie, de 12 anos, desce do trem que chega na estação parisiense, acompanhada por sua mãe, que a confia aos cuidados do seu « tio » Gabriel para passar tranquilamente o final de semana com seu amante. A menina, tagarela e ousada, é obcecada pela ideia de pegar o metrô, mas, no auge do azar, ele está fechado por causa da greve dos controladores. Zazie vai, finalmente, fazer uma visita da capital, sozinha ou acompanhada de vários personagens truculentos e originais encontrados durante suas peregrinações. Ao encontrar sua mãe na estação que a questiona sobre o que fez, ela responde com uma voz cansada: « Eu envelheci ».

India Song
Direção: Marguerite Duras. Com: Delphine Seyrig, Lonsdale Michael, Mathieu Carriere. Longa, ficção, 1974. Duração: 1h35min
Sinopse: Na Índia britânica dos anos 1930, na embaixada da França de Calcutá, vozes evocam a lembrança de uma mulher que já morreu e está enterrada no cemitério da cidade: Anne-Marie Stretter, esposa do embaixador no passado. Uma noite, numa recepção na embaixada e no torpor estival da monção, o vice-cônsul da França em Lahore gritou seu amor por Anne-Marie.